Conhecendo as Gorduras

July 5, 2014

Nutricionista

Quando falamos em gordura, a reação das pessoas é sempre a mesma. Todos imaginam que este nutriente é um grande vilão mas na verdade a gordura não deve ser temida.

Ela é parte fundamental de uma alimentação saudável pois desempenha funções muito importantes em nosso organismo, tais como:

  • Armazenar e fornecer energia. A gordura armazenada sob a pele também ajuda o corpo a proteger-se do frio e a evitar perdas de calor;

  • São indispensáveis para a formação da membrana das células, formação de hormônios, bílis e algumas partes do sistema nervoso;

  • Desempenham também um papel importante na absorção de vitaminas lipossolúveis (A, D, E e K);

  • Atuam também como revestimento protetor que envolve alguns órgãos vitais como o coração, fígado e rins.

Conhecendo todas estas funções, fica mais fácil perceber a importância deste nutriente em nossa alimentação, lembrando sempre de considerar o tipo de gordura consumido e também tamanho da porção!

As gorduras são divididas em quatro grupos diferentes de acordo com sua composição química. Conheça-os melhor:

 

 

Gordura saturada

 

Este tipo de gordura é sólida em temperatura ambiente e viscosa quando aquecida. É encontrada em alimentos de origem animal, embora também apareça em alguns alimentos de origem vegetal como o coco e a palma.

Alguns novos estudos sugerem que este tipo de gordura não faz mal para o coração, e atribuem essa responsabilidade ao sedentarismo, alto consumo de alimentos industrializados e carboidratos de alto índice glicêmico.

As principais fontes são: cortes gordurosos de carne, pele de frango, produtos lácteos integrais (queijo, manteiga), creme de leite, bacon, banha, toucinho e alguns tipos de sobremesas.

 

 

Colesterol


O colesterol desempenha um papel importante no organismo: participa da produção dos hormônios sexuais e das glândulas supra-renais. Além dessas funções, o colesterol ajuda na formação da membrana celular e da bílis (fundamental para a digestão das gorduras).

 

O problema dessa gordura está relacionado ao seu excesso, pois para ser transportado pelo corpo, o colesterol conta com a ajuda de uma lipoproteína chamada LDL. Durante este transporte a lipoproteína acaba deixando rastros da gordura pelo caminho, formando as placas prejudiciais à saúde. Para ajudar a recolher os restos deixados pela LDL, o organismo conta com a participação da proteína HDL. Também ajudante no transporte do colesterol pelo corpo, ela entra em ação como uma espécie de faxineira varrendo todos os rastros nocivos. Por isso, é importante que as taxas de HDL sempre estejam acima das de LDL.

 

O segredo para manter essa proporção em equilíbrio e ficar longe das doenças cardiovasculares é evitar o consumo de alimentos industrializados e controlar o consumo de alimentos de origem animal, como carne, leite e derivados e embutidos.

 

 

Gordura Trans

 

Também conhecida como gordura vegetal hidrogenada, as gorduras trans são produzidas a partir de óleos vegetais que passam por um processo chamado hidrogenação, ou seja, átomos de hidrogênio são adicionados ao óleo, que deixam de ser líquidos à temperatura ambiente e tornam-se sólidos.

Este tipo de gordura foi criado pela indústria para ajustar a textura dos alimentos e aumentar seu prazo de validade.

Os malefícios deste tipo de gordura são muitos, entre eles podemos destacar o aumento da LDL e diminuição da HDL, aumento do triglicérides e como consequência pode elevar o risco de obesidade e problemas cardiovasculares.

As principais fontes são: alimentos industrializados em geral, alguns tipos de margarinas, sorvetes, biscoitos, bolinhos recheados, salgadinhos, salgados e lanches.

 

 

Gordura Monoinsaturada

 

Este tipo de gordura fornece energia suficiente para aumentar o metabolismo basal, sem estimular a secreção de insulina.

Também ajuda a reduzir os níveis de LDL sem reduzir os de HDL.

As gorduras monoinsaturadas são mais estáveis do que as poli-insaturadas, podendo ser aquecidas, além de protegerem as polinsaturadas da oxidação, sendo estas últimas muito oxidáveis e instáveis.

As principais fontes são: óleo de canola, azeite de oliva, abacate, azeitona, amendoim, castanha de caju, amêndoas e pistache.

 

 

Gordura Poli-insaturada

 

É rica em ácidos graxos essenciais, o Ômega 3 e Ômega 6, substâncias que não são produzidas pelo nosso organismo e precisam ser obtidas por meio da alimentação.

Também auxiliam na redução e controle dos níveis de colesterol no sangue.

As principais fontes são: óleo de soja, girassol, milho, peixes como o atum, sardinha e em frutos do mar, nozes e sementes de abóbora, linhaça e chia.

 

Vale lembrar que mesmo com todos estes benefícios devem ser consumidas moderadamente, de acordo com a sua prescrição nutricional e recomendação do seu nutricionista.

 

Agora que você já conhece cada gordura e sua função, muita atenção ao rótulo. Antes de escolher entre um e outro alimento observe as informações nutricionais presentes.

 

Evite consumir alimentos que possuem gorduras trans, gordura hidrogenada (ou parcialmente hidrogenada) e óleo vegetal hidrogenado (ou parcialmente hidrogenado).

 

 

Please reload

Posts Em Destaque

Uma reflexão - Alice no País das Maravilhas e distorção de imagem corporal

November 30, 2018

1/3
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags